Série Neverland

Categoria: Drama , Fantasia.
Duração: 2 episódios
Ano: 2011
Canal: Syfy
Bom hoje venho apresentar um seriado em dois episódios feito pelo canal Syfy, fiquei surpreso por essa seria não ter sido feita pela HBO, porque? Por sua excelente qualidade e ambientação, vou apresentar o que achei desta incrível mini serie que mostra o inicio de todo o mundo de Peter, Capitão Gancho e os meninos perdidos.

Historia
Neverland, uma prequel do clássico autor JM Barrie, Peter Pan, varre a tempo dos mares turbulentos dos piratas do Caribe e os becos de Londres de Dickens para um mundo de pura imaginação.
Peter (Rowe), juntamente com seus amigos praticam pequenos furtos pela cidade, este são chefiados por Jimmy Hook, que tem um grande interesse em um roubo especifico de uma esfera mágica que é um portal para um outro mundo – Neverland. Este mundo é repleto de curiosidades como crocodilos de seis patas (se é que eu contei certo xD),uma linda e ao mesmo tempo sombria florestas branca, as famosas fadas que são chefiadas  por Tinker Bell, alem do famoso bando de piratas do século 18. Bem vindo a Neverland onde a eternidade é possível.


O que dizer sobre…
Neverland, bom descobri essa mini serie a pouco tempo é simplesmente resolvi ver a historia do garoto que não quer crescer. De inicio achei meio estranho o jeito deste Peter que é apresentado como um mini chefe de um bando de trombadinhas isso mesmo. 

A cena do primeiro crime cometido pelos garotos simplesmente te prende na frente da tv ou notebook no meu caso Peter comando e informa os garotos do alto das casas com uma flauta genial onde cada nota ou som representa uma ação de alerta ou dica para os garotos. O cenário e figurino de Neverland é impressionante dignos de ser comparados com a superprodução de Hugo Cabret pelo clima europeu e figurinos caprichados, gostei muito da interpretação do elenco de forma geral com destaque claro para Peter, Gancho e Esperto.


Finalizando
Neverland, bom descobri essa mini serie a pouco tempo é simplesmente resolvi ver a historia do garoto que não quer crescer. De inicio achei meio estranho o jeito deste Peter que é apresentado como um mini chefe de um bando de trombadinhas isso mesmo. 
Infelizmente temos somente dois episódios, não ligaria nenhum pouco de ter temporadas e temporadas de Neverland, mas infelizmente os atores não tem a capacidade de ignorar o tempo como seus personagens e talvez este seja um dos motivos para fazer somente dois episódios bem produzidos. Penso que esta foi a a escolha ideal, pois é melhor fazer uma mini serie com uma ótima qualidade do que uma serie longa com qualidade inferior. Eu gostei muito de conhecer a historia antes da historia de Peter em Neverland.


Anúncios

[Séries] Glee

 Hey galera, nesse domingo chuvoso e com um inverno adiantado, vou falar um pouco sobre a série musical americana Glee, uma das primeiras séries na qual eu começei a acompanhar religiosamente. A série criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan chegou às telinhas norte-americanas em 19 de maio de 2009 e depois de duas temporadas completas e uma terceira em exibição, se tornou um verdadeiro sucesso de audiência não só nos Estados Unidos mas também em vários países, como o Brasil.

 A história se passa em Lima – Ohio, no colégio tradicionalmente americano William McKinley, onde o desprezível coral da escola – Clube Glee – nomeado New Directions e que tem em sua formação os “rejeitados” do colégio, tenta ganhar competições e aumentar sua popularidade, e alguns mais do que isso, desejam um dia se tornarem verdadeiras estrelas da Broadway – a exemplo Rachel Berry interpretada por Lea Michele.
 A trama lida com questões sociais e de relacionamentos, evidenciando as diferenças e a importância destas mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, desde a deficiência física como no caso de Artie (Kevin McHale) que desde os oito anos de idade anda apenas de cadeira de rodas, a timidez e personalidade marcante de Tina (Jenna Ushkowitz), a garota popular do colégio que zela por seu status – Quinn Fabray (Diana Agron), a deslocada e super auto-confiante Rachel Barry, o único declarado homosexual Kurt Hummel (Chris Colfer), a cruel, temida e cativante treinadora das líderes de torcida Sue Sylvester (Jane Lynch) e muitos outras figuras importantes que já acompanhamos desde o primeiro episódio ou que vão surgindo ao decorrer das temporadas.
 Tudo isso ainda acompanhado de uma trilha sonora impecável, todas versões cantadas pelo New Directions de músicas super conhecidas ou nem tanto, intercalando entre o clássico (Mais evidenciado na primeira temporada) ao pop (Marcante na segunda temporada), e ainda contando com participações em alguns episódios dos próprios artistas. Não raro apresentando uma versão totalmente inédita da música e que dá um sentido todo especial ao que se passa na história em si. Além de às vezes sermos surpreendidos com canções originais. Não é fácil escolher, mas vou deixar abaixo algumas canções que marcaram a série:
Imagine – Primeira Temporada – Episódio 11
Empire State Of Mind – Segunda Temporada – Episódio 1
Beautiful – Primeira Temporada – Episódio 16
Fix You – Terceira Temporada – Episódio 3

Summer Nights – Terceira Temporada – Episódio 10

We Found Love – Terceira Temporada – Episódio 10

Rolling in the Deep – Segunda Temporada – Episódio 20
I Kissed a Girl – Terceira Temporada – Episódio 7
Teenage Dream – Segunda Temporada – Episódio 6
Atualmente a série está em hiato e volta no próximo dia 10/04 com o episódio número 15, Big Brother. No Brasil a série é transmitida pela FOX (Terceira Temporada) e pela Globo (Segunda Temporada). Espero que tenham curtido o post, ótimo domingo e até a próxima.
Fique ligado!
Não deixe de participar das promoções que estão rolando aqui no site:

Series #6: Misfits

Categoria: Ficção, Drama , Comédia, Sobrenatural
Duração: 3 Temporadas, renovada para a 4ª Temporada
Ano: 2009
Sinopse

Cinco jovens (Apelidados de “os misfits”) que estão no serviço social e são atingidos por um raio, recebem poderes especiais (originalmente são seis, mas Gary não participa da tempestade e sai antes mesmo do segundo episódio). Kelly (Lauren Socha) ganha a habilidade de ler os pensamentos alheios, Curtis (Nathan Stewart-Jarrett) pode voltar no tempo, Alisha (Antonia Thomas) coloca as pessoas em um frenesi sexual quando é tocada, e Simon (Iwan Rheon) pode tornar-se invisível. Aparentemente, nada mudou no inteligente Nathan (Robert Sheehan), apenas no final da primeira temporada seu poder é descoberto.
Resenha 
Vou fazer meus comentários sobre o que eu vi na primeira temporada.
A série segue 5 jovens que fazem trabalho “voluntários”, todos tem seus problemas pessoas e ambições que são reveladas ao longo do seriado. Em um momento eles são atingidos por uma tempestade, e quando falo tempestade é tempestade com blocos de gelo de meio metro caindo perigosamente, durante a correria e gritaria um raio atinge os cinco. Depois disso eles percebem que mudaram e acabam adquirindo poderes especiais.

Um dos pontos legais de serie e que o enredo não fica preso a os poderes ou em heróis que precisam salvar o nosso planeta, a galáxia e o universo, muito o contrario acontece aqui, os personagens são bem comuns. Eles não querem conquistar o mundo, eles querem se divertir.
Com certeza ao ver os primeiros episódios você se identifica com um dos personagens, ou por sua característica, ou pela simplicidade e a sensação que passa de você conhecer alguém como um dos personagens.
Alem do fato de o roteiro ser “super” (rs) modernizado e atual, então não vai acontecer clichês e mais clichês, outro ponto legal é o formato inglês de fazer series, ou seja, temporadas rápidas de 8 ou 10 episódios, isso mesmo sem embolação.
Finalizando eu recomendo este seriados para todos aqueles que gostam de ficção cientifica, drama e quase qualquer serie, pois Misfits é uma serie que consegue agradar a muitos públicos.
Atualmente a serie chegou ao fim da terceira temporada  e a quarta temporada já está confirmada para 2012. 
E esta sendo produzida a versão americana por Josh Schwartz,  o mesmo que produziu “Gossip Girl”, “Chuck” e “O.C. – Um Estranho no Paraíso”. 

_________________________ 
 
não esqueça de deixar seu comentário, 
ele é muito importante para nós.
_________________________

Series #5 : American Horror Story

Categoria: Fantasia, Suspense, Sobrenatural
Duração: 1º Temporada
Ano: 2011
Sinopse:

American Horror Story se descreve como um thriller psicosexual, sua trama se desenvolve ao redor de uma pequena e tradicional família americana. Na trama o terapeuta Ben Harmon (Dylan McDermott) e sua esposa Vivian Harmon (Connie Britton) juntamente com sua filha adolescente Violet Harmon (Taissa Farmiga) mudam-se para uma antiga mansãoem Los Angelesna busca de superar o adultério cometido por Ben. Porém o que eles desconhecem é que a mansão não será exatamente o tipo de lar que eles esperavam.
Opinião:
American Horror Story definitivamente me deixou com grandes expectativas desde suas primeiras divulgações, mas não posso negar que havia uma nuvem de dúvidas sobre a série, considerando o fato de que um de seus criadores é Ryan Murphy, mundialmente conhecido por criar a série Glee. Seria ele capaz de levar aos espectadores um mundo sobrenatural de dor e medo? A resposta, para surpresa de muitos, é sim. Murphy mostrou ao mundo um lado criativo sombrio que até então era desconhecido, e tal talento resultou em uma das séries mais populares do momento. Uma história que começa com um ato de infidelidade, uma tentativa de reconstruir a família e aparentemente comum casa mal assombrada nos surpreende no decorrer da temporada, com cada episódio mais sombrio e mais enigmático que o anterior. Para aqueles que adoram um bom suspense e coisas sobrenaturais, American Horror Story é uma grande indicação. Com o fim da primeira temporada, após 12 episódios e um final de deixar qualquer um querendo mais, os fãs da série mal podem esperar pelas novas emoções da segunda temporada, com estréia prevista para outubro de 2012.


Series #4: Grimm

Categorias: Fantasia, Suspense
1º Temporada
Estreia: 2011 
 
Sinopse:

O que aconteceria se você descobrisse que aquelas histórias que seus pais contavam antes de dormir não são contos de fadas, mas sim avisos?
É justamente esse o dilema que o detetive de homicídios Nick Burkhardt (David Giuntoli) precisa enfrentar após sua tia voltar a cidade ele começar a ver coisas realmente estranhas, algo como enxergar as pessoas como elas realmente são.
Sua tia acaba revelando que eles são na verdade os últimos descendentes de um clã de caçadores, os Grimm, da mesma família dos famosos escritores. Encarregados de salvar a humanidade de perigos inimagináveis os irmãos da literatura estavam na verdade escrevendo uma espécie de alerta que, com o passar do tempo, ninguém mais acredita.

Agora o policial deve desvendar os assassinatos sem revelar ao mundo seu estranho dom, nem mesmo para seu parceiro e amigo Hank (Russel Hornsby). Pelo caminho Nick acaba descobrindo que nem todas as criaturas são malignas e acaba encontrando aliados nas mais improváveis criaturas.

Opnião:

Eu comecei a gostar do gênero: contos de fadas quando procurei por suas verdadeiras versões, e essas podem ter certezas não tem nada parecido com as oferecidas pela Disney.
Os contos são feitos para “educar” as crianças e dar lições em adultos, muitas vezes de forma ate sombria.
Pois este é o clima apresentado na serie Grimm onde Nick Burkhardt um detetive começa a perceber alucinações em diversas pessoas na rua, depois disso sua vida muda completamente quando descobre ser um membro da família Grimm, uma família milenar que luta contra as criaturas do submundo a muito tempo.

O projeto piloto foi feito sobre a historia super conhecida de Chapeuzinho vermelho, na versão Grimm o “Lobo mau” é conhecido como Blutbads, uma espécie que caça garotinhas de vermelho.
Nick segue o rastro de garotas que começam a sumir na cidade, dando inicio ao seu primeiro trabalho como Grimm, ele acaba chegando a um Blutbads, e descobre que este não é um assassino e sim um blutbads que deixou de ser “mau”. Com a “ajuda” deste Nick consegue chegar ao verdadeiro assassino.

O primeiro episodio mostra logo de cara que é bem parecido (digo em seu formato) com Buffy, Supernatural e outros seriados em que cada episodio é apresentado uma nova criatura a ser combatida.
A seria peca um pouco em efeitos, mas “Isso aqui é uma serie, não é Avatar 3D”. Bom com um baixo orçamento, muito abaixo de filmes, creio que as series tem que investir em suas historia, e é isso que Grimm vem se propondo, criando e apresentado novas criaturas em uma serie policial investigativa.

blutbads
Elenco da 1ª Temporada
_________________________

não esqueça de deixar seu comentário, 
ele é muito importante para nós.
_________________________

 




Series #3: Clube do Terror

Nome Original: Are You Afraid of the Dark?
Duração:
Sinopse:
Um grupo de amigos que se autodenominam de “The Midnight Society” (“A Sociedade da Meia-Noite”) passa cada episódio sentados ao redor de uma fogueira contando histórias de terror. Contos assustadores, mas nunca sangrentos ou excessivamente assustadores, com temas que incluem casa assombrada, misterios, vampiros,  o que se passa por trás dos muros do vizinho, e outrasmisterios da noite.


Resenha:
  
Lembro de assistir quase todos os dias esta serie, claro e terror não era excessivo e sim um passatempo divertido, algumas historias ate passavam algumas mensagens possitivas como o episodio 
“The Tale of the Many Faces” que fala do culto a beleza. Neste episodio em questão somos apresentados a Emma que tem o desejo de se tornar uma modelo, mas não se acha bonita o suficiente para tal coisa. Uma estranha lhe promete a beleza, mas esconde o um segredo(ela rouba rosto, e coleciona em um livro magico, Facebook ? rs)
Outro episodio que me chamou a atenção na epoca e me fez lembrar um famoso anime foi  
“A Tale of Oblivion”, onde Max e Shelly estavam indo para aula de artes mas esquecem os materias, eles passam na famosa loja do Sardo, uma loja que vende de tudo, inclusive muitos problemas rs, la eles encontram uma caixa com uma boracha e um lapis(carvão), Ele tem dificuldade em desenhar os frutos em exposição como um modelo para a classe, então ele apaga uma das frutas em sua imagem.  Depois que ele apaga-lo, ele desaparece na vida real também. 
Depois de testar isso mais algumas vezes, Max descobre que tem o poder de apagar as coisas e essas vao para em uma outra dimensão. Mas quando ele apaga a sua irmã gêmea, Shelley por acidente, ele é forçado a apagar-se para tentar encontrá-la.
Enfim essa serie foi de 1990 – 2000 e transmitida pela Record nos anos 90 onde tudo era melhor rs e constantemente repetida

Series #2: The Walking Dead

Duração: 2 temporada

Ano: 2010
Personagem Principal:
Andrew Lincoln como Rick Grimes
 
Assitir Online:   
1 ª Temporada
2ª Temporada

 
 
Sinopse

The Walking Dead conta a história da consequência de um apocalipse zumbi; segue um pequeno grupo de sobreviventes, viajando por uma desolado Estados Unidos à procura de uma nova casa longe das hordas de mortos vivos. O grupo é liderado por Rick Grimes, que era o xerife de polícia de uma pequena cidade da Geórgia, antes do surto de zumbis. Enquanto sua situação fica mais perigosa, o desespero do grupo para sobreviver leva-os a beira da insanidade.

Resenha

Assisti ontem, isso mesmo, demorei tanto para ver por um simples fato, medo do hiato e cancelamento de series, como aconteceu com The Cape, e agora o hiato do badalado Glee.
Pois bem ontem resolvi dar uma chance a serie que estréio com uma enorme audiência e que continua entre as melhores series da atualidade.
Apesar de ser feita com um tema um tanto batido (apocalipse zumbi), conseguiram fazer um seriado básico em algo agradável aos fãs do gênero, vamos a uma analise do primeiro episódio da série
O primeiro episódio (mais de 1hr oO”) mostra o xerife Rick Grimes, andando em uma cidade devastada e deserta, ele procura por gasolina, passa em um posto abandonado e se depara com uma garotinha que anda sozinha, ele chama ela diversas vezes, quando finalmente a garota se vira, sim isso mesmo, ela é um zumbi. A partir deste momento a serie volta ao dia que tudo aconteceu.
Rick Grimes estava em uma ocorrência onde deveria interceptar um carro em alta velocidade depois de capotagens, troca de tiros, mortes e tudo mais ele leva um tiro, que o deixa em coma profundo (não e detalhado o tempo que o mesmo fica assim), quando finalmente acorda do coma ele percebe que a cidade sofreu incríveis perdas. O hospital está deserto e totalmente danificado, fora vário corpos no chão, indícios de confronto, explosões.
 Na cidade o mesmo cenário desolador e deserto, Rick começa a andar desamparado e com medo, finalmente encontra uma família que lhe explica o ocorrido. Um apocalipse zumbi começou no mesmo tempo de seu coma, a cidade foi devastada e as ruas tomadas pelas criaturas.  
A partir deste momento ele segue em busca de sobreviver em meio a esse apocalipse zumbi.
O episódio e algo que com toda certeza vai agradar a fãs do gênero, e aqueles que gostam de uma serie bem montada. A maquiagem dos zumbis é muito bem feita, em alguns momentos você fica em duvida se os corpos no chão são realmente figurantes, os efeitos especiais convincentes, os personagens fazem bem o seu papel, cada um com seu problema e historia própria.
Enfim um seriado que merece minha lealdade, e se você assistir certamente não ira parar de ver essa incrível serie, que agora esta na segunda temporada.
Bom divertimento ao assistir.

>_<

Imagens do 1º Episódio