Angel Beats!

DADOS TÉCNICOS
Nome: Angel Beats!  (エンジェルビーツ)
Escritor: Jun Maeda
Ilustrador: Haruka Komowata
Diretor: Seiji Kishi
Produtora: P. A. Works e Aniplex
Episódios: 13 episódios
Gênero: Ação, drama.


RESENHA

Otonashi Yuzuru acorda em lugar misterioso e não se lembra de nada de seu passado. Ao decorrer do primeiro episódio conhecemos a líder da SSS (Frente de Batalha Pós-Vida) Nakamura Yuri, e o anjo que tem como função “apagar” os NPC’s (alunos modelos).
Na verdade Otonashi descobre que está morto e o lugar onde eles se encontram é uma escola para que possam encontrar a felicidade que não foi encontrada durante a vida terrena, este lugar fica entre o céu e a terra.
Os NPC’s são alunos modelos que ao se graduarem saem da escola para um lugar melhor, porém a SSS foi fundada com o intuito de viver uma vida fora das regras e não ser apagado com o tempo.





Clique em Leia Mais para ver o restante do post
OPINIÃO DO BLOGUEIRO
Angel Beats! é um anime que consegue mexer com você, ele lhe trás a mente questões fundamentais tais como por que estou aqui? Qual o meu propósito? O Que estou fazendo para tentar ser feliz?
O anime tem como protagonista o personagem Otonashi que não se lembra como morreu, e quem enquanto vivo, durante o decorrer da trama ele descobre que simplesmente vivia a vida, sem grandes expectativas, ele apenas vivia. Durante o decorrer da trama ele assume um papel de total importância na trama. Ele será o principal responsável por ajudar a todos.
Ao chegar a este lugar após a sua morte ele encontra Yuri Nakamura, a líder do SSS (Frente de Batalha Pós-Vida) que criou esta organização por não aceitar o simples fato de ser “apagada”. Justamente com os restantes dos membros do SSS eles lutam contra o anjo Kanade que aparentemente é responsável por apagar os alunos que se encontram nesta escola.
No decorrer do anime descobrem que na verdade Kanade é uma aluna da escola como todos os outros e que ela também quer ir a um lugar melhor.
O anime em si é aparentemente simples de se entender, mas ele possui uma profundidade nas questões filosóficas incrível, de maneira divertida ele conta a história dos personagens e qual seria na verdade o seu maior sonho, ao conseguirem realizar seu sonho eles voltariam ao mundo real para poder viver uma nova vida, e tentar encontrar a felicidade na terra.
Entre as questões técnicas achei que apesar de ser muito bem desenhado, não foge muito do que estou acostumado a ver nos outros animes, porém o que realmente me surpreendeu foram as cenas de lutas entre o SSS e o anjo elas são realmente de tirar o folego, fiquei de boca aberta. A trilha sonora é simplesmente emocionante, tem momentos em que podemos sentir os sentimentos dos personagens simplesmente pela musica, a escolha do ritmo e da letra da musicas nos momentos certos ficaram excelente.
Para terminar irei falar do final, depois de conhecer a história de todos os personagens e a maneira como eles viveram e o que fizeram após a vida digo que o final foi muito bom, apesar de não gostar do ultimo ato, mas isso por que vivo uma fase sentimental (baka, sempre querendo que os casais fiquem juntos).
O anime é um daqueles que pra quem quer assistir algo diferente entre as histórias dos animes é super recomendado, eu acabei por assistir ocasionalmente, queria uma história com anjos e escolhi este aleatoriamente, e devo dizer que não me arrependi, e tenho certeza que você prezado leitor, também não se arrependerá.


Primeira Impressão – Sword Art Online

Bom confesso que esta nova temporada de animes foi fraca, pensei que não ia sair nada de bom ao meus olhos, mas finalmente me deparo com um anime mais ou menos assim:

Historia
(sinopse)
No ano de 2022, um jogo chamadoSword Art Online (SAO) foi criado, este é desenvolvido em  a realidade virtual, onde o jogador usa um capacete que age diretamente no cérebro liberando estimulos nos cinco sentidos, assim o jogador tem a real sensação de estar verdadeiramente vivendo o jogo. Os o jogadores tem total controle dos seus personagens no jogo somente com impulsos da mente. 
Como era de se esperar um jogo com essas possibilidades chama a atenção de milhares de jogadores, é formada filas em lojas de gamers um resultado incrível em numero de jogadores adentra o mundo de SAO.

Clique em Leia Mais para ver o restante da materia 


Entre os jogadores temos Kirito um beta tester do game em questão, dentro do jogo ele corre pela cidade como se já conhece o caminho com facilidade, enquanto os demais jogadores estão conversando e tentando aprender sobre o novo mundo virtual. Klein um dos muitos personagens novatos percebe a movimentação de Kirito e decide se aproximar já com a ideia que ele é um Beta tester, Klein pede ajuda no game, como batalhar e se defender o básico, isso serve para o publico entender como funciona o sistema de batalha em SAO.

Desenvolvimento

(xiiii)
Depois de aprender um pouco sobre o sistema de batalha Klein tenta se deslogar do jogo e não consegue, logo em seguida os dois percebem que não é só um erro em pouco jogadores, mas sim em todos, nenhum jogador consegue se deligar do jogo. Trata-se de uma decisão do criador do jogo que impede de proposito que qualquer jogador saia do jogo sem antes cumprir uma missão dentro do que é:

Chegar ate o 100º andar da torre e derrotar o chefe final, mas não é tão simples assim, o jogo não possibilita sistema de continues rsrs, brincadeira, enfim se o jogador morrer durante o jogo o seu corpo fora do jogo tambem morre, e alem disso se alguem fora de SAO remover o capacete que conecta o jogador ele tambem morre. Assim ficamos sabendo que muitos jogares(pessoas) já morrerem por conta do Sword Art Online.


O que esperar?
Bom eu particularmente achei de inicio o tema muito batido, mas para dizer a verdade não liguei, eu quero é diversão. E isso me foi dado com esses dois primeiros episódios, o primeiro e formado por essa introdução que eu fiz acima. O segundo nos temos o foco no personagem principal Kirito e em uma batalha de verdade. Temos a inclusão da misteriosa personagem de capuz que cria uma parceria temporária com Kirito, alem de outros personagens interessantes que pelo breve momento que apareceram tem potencial para continuar no anime.

Claro a pergunta que fica é: Vale a pena assistir e acompanhar este anime?
Com certeza, pelo menos durante esses dois episódios que temos ate o momento a serie se mostrou com uma grande qualidade estética, movimentação e personagens. Alem é claro do enredo em si que pode ser bem desenvolver e ter varias possibilidades, mas prevejo um anime de 24 episódios por enquanto.


Outras Imagens do anime.



ANOTHER

Hello mina-san…
Finalmente de volta aqui, mas estive um pouco ocupado esse ultimo mês… Mas estou de volta, e hoje trago como resenha o anime Another, assisti ele essa semana pois estava de saco cheio de assistir Bleach e nunca acabar a enrolação daqueles episódios infinitos, ainda falta muito, mas de vez em quando irei abandona-lo e assistir algo mais divertido.


DADOS TÉCNICOS

Nome: アナザー (Another)
Escritor: Yukito Ayatsuji         
Ilustrador: Hiro Kiyohara
Diretor: Tsutomu Mizushima
Episódios: 12 episódio e 1 OVA, em agosto será lançado um Live-Action
Gênero: Terror, Horror.
Conheça Another


RESENHA
Another conta a história de Sakakibara-kun que muda de Tókio para o interior, para morar com seus avós e concluir o ensino médio, por um problema de saúde ele não pode comparecer ao primeiro mês de aula na nova escola. Porém o que ele não sabia e o que ninguém contou a ele é que a sala 3-3 (a qual ele pertence) guarda um segredo e um passado terrível.
Sem saber de nada Sakakibara-kun não segue as regras da turma e mais tarde passa a saber a terrível história da sala, mas já é tarde demais, tudo havia recomeçado e aparente aquele ano seria como todos os outros.
Seria um ano de calamidade e de grandes tragédias.



OPINIÃO DO BLOGUEIRO
Como disse assisti esse anime essa semana, mas aos que gostam de uma boa história de terror e muito, mas muito sangue e mortes é um prato cheio. Apesar de ser um anime pequeno com apenas 12 episódios ele tem uma história muito bem escrita, definitivamente prende o leitor a cada episódio e nos deixa com um gostinho de quero mais.
Entre mortes bem explicitas, sentimentos à flor da pele, terror e medo expresso a cada esquina, Another é um daqueles animes que conseguem te deixar tenso do começo ao fim, seja na descoberta de quem é o causar das  tragédias e o por que aquilo está acontecendo, seja para saber o que acontecerá no próximo episódio.
Outro ponto importante que deva ser relevado são os momentos de suspense e tensão que diferentemente dos grandes animes não são quebrados com uma piadinha ou uma cena engraçada e que acabam totalmente com o clima do momento.
A trilha sonora também é um dos grandes fortes do anime, a abertura (Kyomu Densen) já te prepara com uma pitadinha de tensão e já te coloca totalmente no clima de suspense e terror que Another lhe traz, por sua vez o encerramento (Anamnesias) faz totalmente o oposto e lhe tira do clima, ele acalma totalmente seu espirito recém perturbado com as mortes e com o suspense imposto pelo anime.
O traçado do ilustrador é o que podemos chamar da cobertura do bolo, com traços bem definidos e com as devidas marcações nos momentos certos de terror e suspense consegue transmitir com perfeição aquilo que o personagem está sentido, seja medo, terror, ou até mesmo nojo.
Outra coisa que realmente me chamou bastante a atenção foi o final, a muito tempo não viu um final que me agradava, muito bem atramado com toda a história não deixou dúbias interpretações que muitas vezes acabam com o anime, fica evidente que apesar de se deixar algo no ar o que fica é simplesmente percepitível. Atrevo-me a dizer que dessa vez eles realmente acertaram no final.
Não posso contar muitos detalhes para não passar spoiler e assim perder a graça de todo o anime, mas sem duvidas é um dos melhores animes que assisti e sem duvidas é uma das grandes recomendações a quem ainda não assistiu, não irá se arrepender.


_______________
Não se esqueça de 
comentar, ele ajuda a
nos aperfeiçoarmos.
________________

Resident Evil: Marhawa Desire

Naoki Sericaia
Panini mangas 

Detalhes da edição

Formato 13 x 18
176 páginas
Publicação Anual
Preço: R$ 10.90


Sinopse

No renomado Colégio Marhawa surge, misteriosamente, uma aluna transformada em zumbi. O bacteriologista Doug Wright e Ricky, seu sobrinho e assistente, são envolvidos nesta tragédia que, pouco a pouco, aumenta de proporção. Enquanto isso, Chris Redfield e sua equipe do B.S.A.A. seguem a trilha deixada pelo professor Doug. Essas duas tramas se entrelaçarão em um pesadelo inevitável…

Leia mais, vale a pena ^^



Historia

Bom como todos pensavam que a historia não é totalmente voltada para Crhis Redfield, ele sim tem grande importância no enredo, mas neste primeiro volume os personagem centrais são Doug Wright um renomado bacteriologista e  seu sobrinho Ricky que se mostra uma chave de grande importância da a historia, Doug e recebe uma carta pedindo sua ajuda no colégio Marhawa onde uma estudante apresenta sintomas de alguma infecção biológica(ou seja temos um zumbi). Chegando eles se deparam com a diretora-dona do colégio que age de forma autoritária e mostrando estar mais preocupada com a reputação do seu colégio do que com a segurança dos alunos em si. No local eles perdem total comunicação com o mundo, e sofrem com sabotagens que impedem os dois de saírem do local resta esperar que Chris que é um conhecido do Dr. Doug encontra-los e trazer apoio para a situação que se agrava cada vez mais.



Arte
Vocês devem ter reparado do traço usado neste volume, a arte usada é mais próxima da realidade, podemos ver o personagem do Chris por exemplo que se parece muito (muito mesmo) com o usado no game de RE5, ou seja é bem feito, creio que por ser um mangá com total apoio da CAPCOM, que como muitos falam pensam mais no lucro do que em tudo, o mangá foi feito com capricho a edição nacional também não deixou a desejar, mas fato se fosse lançado porcamente um monte de fãs compraria só por ser Resident Evil eu claro me incluo neste meio. Gostei muito da ambientação da historia a mesma se passa dentro de um colégio então o cenário e recheado de detalhes e não pense que foi feito de qualquer jeito os detalhes estão lá, como cadeiras no chão da sala, lousa riscada, piso ensanguentado *-*
Desculpem eu não consegue tirar fotos do mangá com uma boa qualidade, em breve vou postar no meu twitter as imagens dele, por isso vou postar algumas imagens que achei na net.


Finalizando
Certo vamos ao que interessa, o mangá Resident Evil: Marhawa Desire foi feito para fãs de RE, isso é fato e creio eu vai agradar ao seu publico o que eu não entendi foi esse longo tempo que pediram de uma publicação para outra, mas acho que vale a pena. Eu como fã da serie gostei do clima que o mangá emprega para o leitor de mistério e cenários sombrios, o mangá apresenta extras no fim do mangá que conta um pouco do passado de cada personagem
Como foi dito antes este volume é responsável por um preludio para o game que esta por vir RE6 (ansioso). Isso somente já aumenta consideravelmente as chances de vendas. E você vai esperar para conhecer essa obra?

Esse é um bom motivo amigo. rsrs


Asobi ni Iku yo!

HELLO MINNA-SAN!!!
É isso ai gente… Finalmente mais uma resenha minha aqui, e devo dizer que não escrevo mais por que sou um vagabundo, mas não me matem por isso, e nem deixem de ler o que escrevo… (hehehehe) Mas estou com alguns projetos em andamentos, tanto aqui no blog como em uma radio que locutor… E essa semana devo dizer que aconteceu algo excepcional eu devorei até agora uns 4 animes só essa semana.
Mas isso não é nenhum pouco interessante…  O anime que escolhi pra falar hoje é Asobi Ni Iku Yo! (pronuncia quase impossível)






DADOS GERAIS
Autor: Okina Kamino                               
Ilustrador: Hõden Eizõ e Nishieda
Episódios: 12 episódios e 1 OVA
Gênero: Comédia, Romance.






RESENHA
Asobi Ni Iku Yo! Conta à história de uma alienígena que chegou a terra em busca de conhecer como vivem os humanos, nossa cultura (mais especificamente a do Japão), nossos relacionamentos. Nessa época, já existem leis intergalácticas para exploração espacial apesar do fato de nenhum terráqueo ter saído do planeta e ido explorar novos mundos.
Eris é a extraterreste que chega ao Japão com essa missão e assustadoramente ela se parece com os humanos e fala até o mesmo idioma, com apenas uma diferença em sua aparência, ela seria meia humana e meio gato, sim ela possui rabo e orelhas de gatos. Aparentemente ela é o primeiro ser de outro planeta a chegar a Terra.
Eris chega ao planeta durante uma festividade e fica hospedada na casa de Kio Kakasu, onde esta futuramente vem a se tornar embaixada do planeta de Eris.



OPINIÃO DO BLOGUEIRO
Antes da minha opinião devo ressaltar que estes não são os únicos personagens da história, ela contém mais duas personagens principais, porém devida a baixa qualidade do material que encontre na internet não as citei na resenha acima.
Vale também ressaltar que essas duas personagens acima citada vem a lutar pelo coração do Kio assim com a extraterreste. Além dessa vertente temos também os vilões que assim como a Eris são extraterrestes que chegaram a Terra a muito tempo e vivem em segredo em nosso planeta, eles são chamados de a raça canina (mistura de ser humano e cachorro).
Asobi Ni Iku Yo!, é sem duvidas um anime super engraçado, assim como a maioria dos animes ele tem seu lado hentai, se assim posso dizer e é justamente esse apelo hentai que da o humor do anime, a história em si não é lá aquelas coisas, porém é muito bem desenvolvida e simples, facilitando e muito a compreensão do mesmo, pra quem quer assistir algo rápido e engraçado vale muito a pena.

Blood Lad

Ficha Técnica
Título: Blood Lad
Autores: Yuuki Kodama
Formato: 13 x 18, 190 páginas
Duração:  5 volumes, em andamento
Periodicidade: Bimestral
Preço: R$10,90

Blood Lad é um mangá seinen criado por Kodama Yuuki e publicado pela revista Young Ace mensalmente desde 2009.  Está no 5º volume até então. No Brasil e publicado Pela Panini e esta no 3º volume.

Sinopse
O mangá tem como personagem principal Staz, um vampiro superior que prefere gastar seu tempo com animes, mangás e vídeo games (Otaku xD), do que se alimentar de sangue de humano.
Só que as coisas mudam quando a humana Yanagi Fuyumi  entra em seu território e acaba sendo morta. Agora Staz tem que auxiliar a alma de Yanagi até ela recuperar seu corpo, já que ele está interessado em sua versão humana.

História

Staz um vampiro é um vampiro otaku, sim isso mesmo o cara não é um sanguinário e muito menos brilha no sol. Ele é simplesmente um vampiro humanizado para os nossos tempos e tem o pensamento voltado para a cultura otaku. Alem disso ele é dono de uma zona no Makai,o Mekai é divido por zonas e chefiada por uma criatura, este chefe toma conta da zona e dos habitantes do local, por esse motivo já presumimos que Straz alem de ser um otaku é uma figura bem poderosa.

Depois de conhecer um pouco sobre o Straz (não sei pq mas eu gostei da simplicidade do nome), conhecemos a humana da historia. Por alguma razão a desastrada entra no Mekai mais expecificamente no território de Straz, esse logo é avisado antes que a moça vire lanche de mostro e Straz manda rapidamente que a moça seja levada a seu encontro.
Nesse encontro percebemos que Straz é muito humano e engraçado, ele não simplesmente suga o sangue da garota como os seus subordinados pensavam, ao invez disso ele conversa com ela sobre jogos e cultura pop RS.
Mas como isso não seria La muito legal de se mostrar em uma manga seinen, aparece um pouco de fan service no meio mas bem dosado e nada fora do normal, um inimigo surge para tentar dominar o seu território, como? Na base da pancada é claro, ai enfim vamos ver Straz em ação defendendo o seu lugar. O cara é muito estilo a cena em que ele simplesmente pula da janela para enfrentar seu desafiante é épica. A batalha por incrível que pareça é finalizada rapidamente e não conhecemos muito o poder de Straz, mas já temos uma idéia que ele é bem poderoso.
Arte
Bom eu escolhi ler Blood Lad por sua sinopse digamos não muito comum, acho que acertei em cheio na escolha, pois o manga e voltado para o humor e mesmo sendo aquele humor japonês que as vezes não faz sentido ele consegue divertir e passar muito bem o tempo. Como disse antes Straz apesar de “normal” é um bom personagem principal, acho que mais por ser usado um mito popular com atitudes que muitas vezes o próprio leitores pensaria nunca ver em um manga, um otaku como personagem principal.
A arte do mesmo muito me agrada por alguns motivo. Os personagens não usam o “uniforme” oficial que é ultilizado em vários mangas por ai, as vezes nos ficamos pensando bem lá no fundo: cara esse cara não toma banho? Só tem essa roupa no armário? Ele tem uma armário recheado de roupas repetidas? Bom isso mesmo Straz e os outros personagens do mangá sempre estão aparecendo com uma roupa diferente, isso passa uma preocupação do autor com a arte. As cenas são bem ambientadas, apesar das pessoas acharem o traço bem comum, eu particularmente gostei.
Finalizando
Blood Lad cumpre o que diz, ele é um titulo bem desenhado e que já diz na sinopse que veio para divertir e passar um tempo com o leitor, não temos um enredo super trabalho ou totalmente politizado, longe disso, Blood Lad é pura diversão com personagem bem legais e ótimas sacadas. Creio que veio para ser um diferencial, em breve vai ser adaptado para os animes e uma onde de vendas vai surgir então pq esperar, vamos lá conheça Straz o vampiro mais otaku que se tem noticias. 

Os outros volumes publicados no Brasil


OTAKU’S: RESENHA SOUL EATER

Olá otaku’s, sei que estou deixando um pouco a desejar mais, a faculdade está me deixando louco e cansado, mas felizmente amanha tenho Matsuri pra dar uma relaxada de tanta matemática. Futuramente irei fazer um apanhado do meu primeiro Matsuri. Mas vamos, a resenha de hoje, escolhi Soul Eater por ter me dado um susto muito grande quando comecei a assistir.


DADOS GERAIS

AUTOR E ILUSTRADOR: Atasushi Okubo.
PUBLICAÇÃO DO MANGÁ: Montly Shõnen Gangan (Japão), no Brasil será publicado pela JBC.
EPISÓDIOS DO ANIME: Transmitido pela TV Tokyo com 51 episódios.
GÊNERO:Ação, Sobrenatural.





RESENHA

Tanto o anime quanto o mangá contam a história de uma escola, conhecida como Shibusen, que treina artesão e DeathScythes (armas do deus da morte) para eliminar os ovos de Kishin (almas de seres humanos que devoram almas de seres humanos).
A historia tem como personagens principais os artesão Maka Albarn, Black Star, Death the Kid, e como suas armas (futuros DeathScythes) sendo Soul Eater Evans, Tsubaki, Lizz e Patty  Thompson respectivamente.


O enredo do anime segue um inicio nada peculiar, os três primeiros episódios contam com um prólogo para o anime, neste são contados a historia dos personagens principais, o anime começa mesmo a partir do 4º episodio. Ao decorrer dos primeiros episódios você começa a descobrir o motivo da fundação da escola Shibusen, e alguns dos segredos da mesma. O grande ápice do anime acontece com o renascimento de um Kishin, que ameaça a ordem do mundo como conhecemos.



OPINIÃO DO BLOGUEIRO


O principal motivo para levar um susto ao assistir o anime foram os gráficos que encontrei no anime, ele contem um traçado definido que marca muito bem as características dos personagens, uma trilha sonora muito bem elaborada, os gráficos e a trilha sonora são sem duvida o forte do anime. Infelizmente o anime não conta com um enredo muito chamativo, em alguns momentos a vontade é de parar de assistir o anime e fazer qualquer coisa, mas advirto quem parar de fazer isso irá perder um grande anime.


__________________________
NÃO SE ESQUEÇA
DE DEIXAR O SEU
COMENTÁRIO!!!
__________________________